sábado, setembro 08, 2007
Se há coisa que me tira do sério é entrar num estabelecimento comercial, onde vou deixar os meus euros e ser atendida por uma pessoa que acha que me está a fazer um grande favor.
Estão muito enganados. Eu é que faço o favor de ser cliente e é graças a isso que essas pessoas recebem um salário no final do mês.
Hoje fui à Pastelaria o Forno em Samora Correia e mais uma vez fui mal tratada.
Das outras vezes ainda desculpei por haver muita gente e eles estarem abertos há pouco tempo mas hoje nem havia assim tanta gente e eles já estão a funcionar há uns meses.
Não têm método de trabalho e ainda por cima não gostam que os clientes lhes chamem a atenção.
Resultado não volto lá.
A história conta-se rapidamente.
Fui comprar pão e eu e o meu marido resolvemos beber um café. Ele sentou-se numa mesa enquanto eu me dirigi à secção do pão. Esperei pela minha vez pedi e paguei o pão e quando cheguei à mesa estava a empregada a perguntar finalmente ao meu marido o que queria.
Ele pediu os cafés e entretanto continuaram a entrar pessoas que se foram sentando nas mesas e foram sendo atendidas e nós continuávamos à espera dos cafés...
Eu nisso sou mais impaciente e por minha vontade tinha-me levantado e ido embora mas o meu maridinho com a mania das calmas lá me convenceu a esperar...até que ele próprio perdeu a paciência se levantou e saiu porta fora. Eu saí atrás mas não ia bem e voltei a entrar e fui perguntar à empregada se ela fazia isso a todos os clientes ou se tinha sido só a nós. (podia não ter gostado da nossa cara)
Respondeu-me que eram só dois e que não podia fazer mais e se não estava satisfeita que me queixasse aos chefes.
Era o que ela merecia mas não serei eu directamente a mandá-la para o desemprego, embora a minha vontade fosse chamar o chefe e apresentar uma reclamação por escrito.
O problema dela não é o serem poucos funcionários é simplesmente não terem método de trabalho. Andarem ali às aranhas...se ela atendesse os clientes por ordem de chegada e não se dispersasse as coisas corriam-lhe bem melhor e ninguém reclamaria...
Quanto a mim...perderam pelo menos dois clientes e quantos mais haverá como eu?
Se a uns pago a outros dou o dinheiro...o que não admito é ser tratada como fui hoje à tarde.
O que não falta nesta terra são pastelarias e sítios onde comprar pão.

13 comments:

elvira disse...

E tem razão Dina. Infelizmente há muitos sítios assim, em que pensam que nos estão a fazer um favor como se não estivessemos a pagar.
Bjs

fj disse...

DINA, ainda bem que tiveste a coragem de postares o nome da pastelaria, pq assim perderá no minimo 4 clentes de uma assentada.

QUANTO À NOSSA SELECÇÃO, PORTUGAL...PORTUGAL!!! FORÇA!

Repórter disse...

Que exigente, Dina.
Desculpa lá aquela malta. São teenagers inconscientes e mal pagos.
Nunca fizeram cursos de formação e são mal educados.
E ... quantos cafés há em Samora Correia?
Ora! Procura quem te serve bem.
Pagas ou pedes fiado?
Os livros de reclamações servem para quê?

Espectacologica disse...

Tens noção que o livro de reclamações serve para estas coisas? Quando estou contigo isto não acontece porquê? Bolas...

Dina disse...

Elvira Isso tira-me do sério, eles deviam tratar muito bem os clientes porque é graças a eles que não fazem parte dos números dos desempregados deste país que não são assim tão poucos como isso.
fj pelos vistos ou vives aqui em Samora ou perto, mas não te deixes influenciar por mim nisso, eu tive azar na maior parte das vezes que lá fui mas também lá têm alguns empregados que são muito simpáticos, sobretudo uma senhora que está quase sempre na parte da manhã e que é um amor para os clientes.Infelizmente eu vou mais ao fim da tarde e raras vezes é ela a atender-me.
O que me irritou da empregada foi não ter reconhecido o erro e ter pedido desculpa, que era o que devia ter feito em vez de me responder com três pedras na mão.
Continuo a ir ao Sonho que aí sou sempre bem atendida.
Reporter de teenager é que elajá não tinha nada. E acho que sou até pouco exigente, eu e a maior parte das pessoas porque se não fossemos tão brandos este páis funcionava muito melhor. Se fores a Espanha és bem tratado em 99% dos sítios onde fores, aqui a percentagem é quase ao contrário, achas normal?
Podes crer que ela merecia mesmo que eu tivesse pedido o livro de reclamações mas como já disse não quero ser eu directamente a mandar ninguém para o desemprego, por muito que ela seja incompetente.Os chefes dela que tenham olhos na cara e que façam o trabalho deles.
Especta/São Já aconteceu ou não te lembras? Eu devo ter um imãn ou então acham que eu devo ter cara de parva e posso esperar que eles atendam toda a gente e depois se lhes apetecer talvez me atendam a mim...lembraste que foi isso que aconteceu naquela ao lado da rodoviária? E tu na altura bem que te rias à minha custa!!
Deve ser karma...

Espectacologica disse...

Lembro-me Dina, mas já foi há bué e foi só essa vez comigo presente... :)

Pitanga disse...

Já passei por situações destas e o o pavio é curto quando vejo que estão a fazer pouco, principalmente quando eu via que era porque sou brasileira. Há pessoas que estão no lugar errado. Quem trabalha com o público tem que atender bem. Com um sorriso até se espera mais meia hora.

PS: Já agora...não precisavas por esta foto "provocadora" no post. Deu pra sentir o cheirinho daqui. Ó céus! EU ADORO PÃO!!!!

Azul disse...

Infelizmente, há por aí tanta gente assim..
Creio que fizeste mal em não teres solicitado o livrito milagroso e feito a reclamçõ.Não serve de muito a nível legal, mas sempre servia para assustar um bocadinho a criatura e precaver - talvez- que futuramente volte a acontecer com outras pessoas.
( Eu tinha-lhe esborrachado os papo-sêcos na cara!!)

fj disse...

Pois é Dina, não vivo em Samora nem tão perto, mas ando por aqui, por ali e também por aí por variadíssimas vezes!!
O importante é andar e estar sempre por todo o NOSSO Ribatejo que eu adoro.
Conheço a dita pastelaria de passagem, mas à hora de almoço, onde me perco por mais vezes em Samora Correia, é mesmo no Lagar, do Fernando Rocha, claro que conheces;)
Bjs

Ps: Bem!!para a próxima tenho q ir ao Sonho.
;)

fj disse...

Um comentario au comments da Azul, POSSO?? Dina.
Bolas, bolas, bolas!!.. (não de papo-sêcos)a Azul anda taumm violenta, ;)
ela «ameaçou» ali no meu blog, agora aqui... queria esborrachar os papo.sêcos na cara da senhora,(mal empregues ) uffff vai lá, vai!!
Será melhor não escrever mai nada, antes q ela venha a seguir :))

Dina disse...

fjClaro que conheço o Lagar não há ninguém nesta zona que não conheça, eu vivo a 2 passos...e gosto muito de lá ir, as espetadas de novilho com gambas ou a massada de gambas, para falar só de 2 pratos deles, são uma maravilha.
Se alguém quiser espreitar o site é www.o-lagar.com , já agora digam se gostaram so site ou não.
Ah e o Fernando Rocha não é o Fernando Rocha das anedotas...

ariba disse...

Eu também fico fula com situações do género. Até há algum tempo atrás era bastante passiva e vinha-me embora a remoer, mas agora decidi que tenho mais com que me chatear e sempre que tenho razão para isso reclamo!
Já passei por algumas situações do género - e até piores! - e estou a pensar num post sobre todas elas!
São autênticas pérolas da incompetência!

Beijinhos!

Ninica disse...

Epá...pois....eu tento sempre me lembrar que são os clientes que me pagam o ordenado. Não tive curso de formação, mas tenho sentido de orientação, de organização, e boa educação..às vezes também me passo da marmita, mas nunca fui mal educada como ela foi contigo...Assim já sabes onde não voltar...(isto são umas belas dumas caralhotas...sinto-me quase na padaria...)
jokas...

Blogues da Minha Filha

Seguidores

Arquivo do blogue