quarta-feira, junho 13, 2007
Ainda não percebeste que por mais que tentes magoar-me, por mais coisas que faças que me causem um enorme sofrimento vou continuar a amar-te incondicionalmente?
Não será a tua atitude que vai mudar isso.
Tu és o exemplo vivo de que eu já tive o meu GRANDE momento de sorte. Quando nasceste acho que Deus estava ali ao lado protegendo-nos às duas e depois disso tem-me cobrado essa protecção por vezes com uns juros um pouco altos mas que eu pago sem reclamar demais.
Mas que tu me cobres também e sem teres razão para isso, sem sequer saber porque o fazes...
Podes magoar-me com a tua indiferença, podes ferir-me com algumas atitudes que tens comigo mas duma coisa podes estar certa...não desisto de ti e nunca vou amar-te menos por isso.

15 comments:

Para sempre, Maria disse...

hipótese 1-Quem tem filhos tem cadilhos.

É que isto é conversa de mãe com vontade de dar um valente puxão de orelhas. Se não for, paciência, é a minha veia de criminologista que afinal não tenho.

beijo

Para sempre, Maria disse...

Hipótese 2- Filhos criados, trabalhos dobrados.

A minha disse-me isso tantas vezes.
Mas eu agora sou uma cópia dela.

Reboot disse...

Não é assunto fácil e lamento-o por ti. Mas acho que já sabes o que te diria... se ainda te recordas que sou feito de esperança // Talvez não seja o melhor momento para te reencontrar e te dizer "Olá", ou se calhar... é!
Ando a (re)voltar aos poucos. Primeiro para um forum, agora pesquisando os blogs... por aí // Beijo grande e 1Abraço forte

Repórter disse...

Gostei.

Eskisito disse...

As mães são todas iguais...infelizmente sofrem pela arrogância e estupidez dos filhos...eu sei, porque causei a minha quota parte...e arrependo-me.
Beijos

Dina disse...

REBOOOOOOOOOOOT!!! Tu nem sabes a alegria que me deu ver-te de novo por aqui!!
Temos que combinar para tomar um cafézinho e colocar a conversa em dia. Tu aparece pelo MSN por volta desta hora e combinamos ok?? Ai Miguel que saudades que tinha tuas!!Beijos, beijos e mais beijos...(pelo tempo que andaste desaparecido)
Tenho tantas saudades das nossas noites de "esparvoanço" (que raio de palavrão) aqui na net...

Dina disse...

Maria as mães estão preparadas para serem mães sempre...mas não estão preparadas para serem por vezes tratadas de determinada maneira. Tenho 2 filhas e são tão diferentes na sua maneira de ser...parece que foram educadas por pessoas diferentes...
Enfim...temos que aprender a enfrentar as coisas como elas nos vão surgindo.

Dina disse...

Eskisito essa quota parte a que te referes faz parte...o pior é aquela que não está no programa e para a qual não estamos preparadas. O pior sabes o que é? Ser tratada como se fosse uma pessoa que se conheceu hoje na rua e com quem se trocaram dois dedos de conversa de circunstância. É a indifrença e a frieza que nos magoam mais do que muitas palavras ou atitudes tomadas durante o calor duma conversa mais acalorada.
Obrigado pelo apoio...este post serviu como desabafo para tentar diminuir a mágoa que se tornou quase insuportável desde há uma semana.

Eskisito disse...

Estamos cá para isso mesmo...
A minha mãe costuma dizer uma coisa: "Ainda tens idade para levares um estalo" E, tem razão.
Pensa nisso.

Para sempre, Maria disse...

A minha mãe diz o mesmo sobre mim e sobre o meu irmão. Eu sou explosiva e "de gancho" ele é pachorrento e faz pela calada. Apesar de tudo, considero impensável magoar a minha mãe, mas julgo que o faço, muitas vezes, sem sequer me aperceber.

beijo

Dina disse...

Ai Maria se fosse sem querer...que feliz eu me sentiria.
Mas como eu costumo dizer...vamos em frente que atrás vem gente!!

Franky disse...

Esta sensação Déjà vu! Já quantas vezes vivida e sentido! Se não fosse assim, não seríamos mães e filhas. Vivemos em constante conflito existencial. Faz parte do crescimento delas e das nossas dores.
Nós as mães, vivemos em constante contemplação da obra feita, completa, sem defeitos, para nós. Elas, as filhas, tentam ser independentes, autónomas e magoando-nos com a sua frieza e altivez, na sua pressa de serem crescidas.
Quantas lágrimas de desilusão e raiva não chorei eu já e pelos mesmos motivos.
Vá lá, força amiga, aposto contigo como amanhã já passou tudo.
Estou contigo nessa luta
Beijinho

Jonas Filho disse...

Para a fofinha mais linda do mundo e que pelo menos tem aqu um fan incondicional como ja nao se faz neste plano, um big big BEIJAÇOOOOOOOOO!

ana disse...

Tou com o eskisito. Eu tb fiz a minha cota parte, o meu pai até costumava dizer q eu e a minha mãe não podíamos passar mais de dois dias juntas sem haver faísca.
Hoje as nossas idades permitem-nos compreender melhor e tolerar melhor as atitudes uma da outra.
Acho que só depois dos meus 23, 24 anos começámos a ter uma relação verdadeiramente de mãe e filha e está cada vez melhor.
Por isso, como ex-filha rebelde posso dizer-te que isso passa. Hoje ela pode não de dar o devido valor mas quando começar a ter mais maturidade vai perceber que é a ti que vai buscar os valores que a conduzem na vida.
Pelo menos comigo foi (é) assim.

Força.

ana disse...

Tou com o eskisito. Eu tb fiz a minha cota parte, o meu pai até costumava dizer q eu e a minha mãe não podíamos passar mais de dois dias juntas sem haver faísca.
Hoje as nossas idades permitem-nos compreender melhor e tolerar melhor as atitudes uma da outra.
Acho que só depois dos meus 23, 24 anos começámos a ter uma relação verdadeiramente de mãe e filha e está cada vez melhor.
Por isso, como ex-filha rebelde posso dizer-te que isso passa. Hoje ela pode não de dar o devido valor mas quando começar a ter mais maturidade vai perceber que é a ti que vai buscar os valores que a conduzem na vida.
Pelo menos comigo foi (é) assim.

Força.

Blogues da Minha Filha

Seguidores

Arquivo do blogue