sábado, outubro 20, 2007
Apesar de estar a entrar quase na meia-idade, seja isso o que for (como raio é que eu sei que vou viver X anos para poder dividir ao meio...enfim continuando!)e tenho cada vez mais fé nestes jovens de hoje em dia.
Dirão vocês que estou quase em desacordo com o que diz a maioria...mas olhem que acho que eu tenho razão.
Oa jovens hoje em dia não têm vergonha de assumir as coisas que fazem, para bem e para mal. Na minha altura as coisas não eram bem assim, viviamos ainda sob uma capa de esconder e tapar tudo, até os sentimentos mais bonitos.
Um rapaz de 20 e poucos anos dizer abertamente que estava apaixonado e que a sua namorada/mulher era a melhor coisa que lhe aconteceu...isso nunca, isso não era de homem. Homem que é homem não chora, não faz declarações de amor pelo menos em público e de forma muito veemente, até porque nem convém elas terem esse poder sobre eles...
Românticos?? Nunca...isso é para os que são assim a modos que meio abichanados...
Andar com a mulher atrás mesmo que seja para ir tomar um café ali ao virar da esquina?? Nem pensar...e os amigos o que diriam??
Felizmente hoje as coisas mudaram, eu sei que espécimes destas que acabei de descrever continuam a existir...são os machos latinos em grande estilo, de preferência com um rol de conquistas(muitas delas mais floreadas que reais) que deixam os amigos com uma grande dor de cotovelo mas os fazem dar-lhe palmadinhas nas costas como se fossem os maiores...(burros)
Como eu dizia, hoje as coisas mudaram e ainda bem. Gosto de ver que os homens deste país começaram a não ter vergonha de assumir os seus sentimentos e que os demonstram, que dizem o que sentem e agrada-me ainda mais constactar que esses são os que têm relacionamentos com bases sólidas, com alicerces fortes que difícilmente serão derrubados por um abanãozinho da vida.
Dirão vocês que eu estou a ver isto mal...que cada dia há mais separações e que os relacionamentos são cada vez mais transitórios...e eu concordo em parte mas com uma pequena salvaguarda...os que são assim são porque não tinham as tais bases e normalmente como bons portugueses que somos gostamos de divulgar o que corre mal mas esquecemo-nos de olhar para o que resulta.
Todos nós conhecemos casais que se separaram...(eu incluída) mas todos nós conhecemos também e possivelmente nunca pensámos nisso, muitos que não o fizeram...
Porque é que me lembrei disto?
Porque por essa blogosfera fora tenho encontrado vários casos de jovens e também menos jovens que abertamente assumem o que sentem sem receio de que mentes menos esclarecidas possam considerá-los menos viris por isso.
Se somos capazes de os criticar quando achamos que fizeram algo menos bem...que tenhamos tambem a coragem de os elogiar quando são Grandes Homens.
Para esses HOMENS aqui fica a minha admiração e o desejo de que aonteça o que acontecer na vossa vida continuem a ter essa coragem de assumir que o amor é das melhores coisas que vos pode acontecer na vida. Quando há amor e nos sentimos amados e sabemos que temos onde nos encostar quando estamos cansados tudo se supera. Ao escrever isto lembrei-me da música de Jorge Palma...acho que é uma boa forma de terminar isto.
(nem sequer vou reler o que escrevi, se estiver mais ou menos confuso...paciência... mas uma correcção tiraria verdade ao que escrevi e não é isso que quero, se encontrarem alguma gralha...relevem!)

18 comments:

Repórter disse...

Não há nada de confuso no que escreves.
Retratas a tua opinião e isso é suficiente para tornar o texto respeitável e respeitado.

Pitanga disse...

Mas o que foi que te deu, mulher? Até parecias o Saramago que, segundo dizem, escreve tudo de enfiada, sem pontuação, como vem surgindo...assim vai.

beijos

fj disse...

Li, Gostei e 100gralhas, lol
revejo-me em algumas situa�oes ;)
beijos e bom domingo amiga!

fj disse...

ahhhhh e a musica tb gostei...
GOSTO MUITO!

Dina disse...

Reporter ainda bem que percebeste...
Pitanga e da música gostaste? Quanto ao estilo Saramago...ainda hei-de ganhar um Nobel, vais ser lindooooo!!
fj-ainda bem que te revês, espero é que sejam nos boas porque nas outras...já temos que cheguem.Quanto à música...eu também!

mary90 disse...

Olá Dina.
Eu bem te disse para não te rires do meu clube.:)
Estou de acordo com algumas coisas que dizes neste tema.É tão bonito ver um homem a levar um ramo de rosas na mão para oferecer á sua namorada ou mulher, já vi na televisão homens que foram cantar ou dizer poesias para as suas amadas com tantas pessoas a ver é lindo.
No tempo dos meus pais o meu pai que era prepotente e machão nem pegava num saco de compras para ajudar a minha mãe porque isso não era de homem, neste aspecto viva os novos tempos...
Apesar de ainda haver muitos jovens machões.
Beijocas

fj disse...

ó Dina, cLARO que é nas boas, ÓHh, ÓHh
Beijos e boa semana

Pitanga disse...

Dina, é claro que gosto da música e do clip com todas essas demonstrações de afeto, e...encosta-te a mim!

Azul disse...

CLAP, CLAP, CLAP,

( aplausos!!!!, muitos!)

Ora aí está um texto muito bom, e a dizer exactamente o que tem que ser dito!

Vivam os Homens que assim são!

Ainda bem que exista.
Boa Dinita, por teres abordado o assunto.

Boa semaninha para todos!

Azul disse...

" exista" ???
A gaija não está boa da acbeça...

queria dizer mesmo, " existem, claro!

sa disse...

estou a promover com uma outra moça que tem um blogue um jantar de bloggers dia 10 de Novembro em Lisboa. gostava de contar com a tua presença e quem mais quiseres levar :) Se quiseres divulga aqui no teu blogue :)
bj
sa

elvira carvalho disse...

Bom Dina, não me parece que reconhecer os seus sentimentos e levar a esposa ao lado, seja apanágio dos jovens. Já mais que uma vez que tenho dito que tenho um casamento feliz. Meu marido sempre disse que com ele a esposa estava sempre ao lado do marido. Nem á frente, nem atrás. Já o meu filhote que tem 27 anitos, é muito mais machista e retrogado de ideias que o pai que tem 65 anos. E garanto-lhe que bem nos esforçamos os dois para que ele não fosse assim. É um óptimo menino,mas eu costumo dizer que ele tem pensamentos de velho.
Um abraço

Para sempre, Maria disse...

E é verdade. Eu então sou um bocadito pró bruta e tal e ele é mais querido e cheio de mimos...feitios!

SoNosCredita disse...

ñ duvido que haja aspectos mto melhores, hj em dia, mas tb há mtos exageros, coisas q caíram no banal...

Tatá disse...

Felicidades aos homens que assim são...o meu é uma explosão (não to fazendo propaganda não!!!), nada de machismo...posso dizer que é um moderno mega-moderno (se é que existe essa palavra).
Parabéens pelo texto e pela sua sensibilidade.

Beijo ;)

sa disse...

ja esta la o convite no blogue. espero que vás e divulga também.. todos são bem-vindos :)

Eskisito disse...

Obrigado pela parte que me toca. E o texto está exactamente como devia estar: sentido.
Beijos

Marronco disse...

Obrigado, Dina, pela tua admiração.
Sinto-me lisonjeado. A sério!
Agora, por favor, explica-me lá o que é isso de "Amor". Explicas? Obrigado.
:-P

Blogues da Minha Filha

Seguidores

Arquivo do blogue