sexta-feira, fevereiro 22, 2008

São apenas duas notícias das muitas que encontramos na Lusa.

Saúde: Funcionamento incorrecto dos serviços de urgência mata .
Quem o diz é o
presidente do Conselho Regional do Centro da Ordem dos Médicos

Ler mais

A Associação para o Desenvolvimento Económico e Social (SEDES) alertou quinta-feira para um "mal-estar" na sociedade portuguesa que, a manter-se, poderá originar uma "crise social de contornos difíceis de prever".
notícia completa

Perante notícias destas o que fazer? Quem é que pode ser optimista neste país??
Estou a ser parva...claro que temos um optimista-mor e os seus anõezinhos... mas devem ser os únicos!

9 comments:

Jonix disse...

Infelizmente é este o nosso país e o nosso povo. Torno a dizer o mesmo, se a população não se mexe para fazer algo, como se hão-de mexer os politicos se eles estão lá tão bem a estragar-nos a vida e a encher os bolsos!

"Bloggers, Povo, Juntem-se! Façam uma mega-manifestação! Façam várias!"

O problema é que tal não acontece por isso as coisas vão piorando, umas atrás das outras e pronto, a tal "crise social de contornos dificeis de prever", é mais que certo ir acontecer. E aí depois quero ver como é!

Elvascidade disse...

Somos realmente um pais de brandos costumes e de gente "deixa andar". Por isso mesmo somos tratados como somos por essa classe politica. Quando será o dia da pedrada no charco? Até parece uma frase revolucionário, mas por vezes é realmente o que apetece.

Dualidades disse...

É o que temos! Temos de aprender a viver com ele!

Dualidades JP

António Venâncio disse...

Não podemos desanimar, a única solução aceitável é continuar a intervir, e tentar despertar consciências, para que esta nossa oligarquia partidária, em que uns quantos (poucos) tomaram conta dos aparelhos partidários, se transforme numa verdadeira democracia ao serviço do bem estar da maioria dos portugueses
Um beijinho

Pitanga disse...

Um pouquinho de otimismo pra vocês...ainda resistem as mimosas.

beijos

OBSERVADOR disse...

Os portugueses estão habituados às indisposições.
Achas que não?
Caso contrário deixavam de passar cheques em branco para as governações.

By the way ... o que tem feito a SEDES?

Jonix disse...

observador, caso não tenhas reparado, não é a passar cheques em branco para as governações que as coisas se resolvem. A SEDES não é mais do que uma associação de analise, que apenas alerta, não lhe compete fazer nada, nem sequer tem poder para tal.

Se há alguém aqui com poder, somos nós povo, mas não o exercemos de maneira correcta, muito pelo contrário. Basta ver nos comentários deste post até agora o que está dito, e por aqui se percebe como é este povo.

elvira carvalho disse...

Estava a ver que não dizia...
Claro que temos um optimista-mor.
Um abraço

OBSERVADOR disse...

Jonix
Creio não ter sido bem interpretado.

Quanto à SEDES, mantenho a pergunta.

Sobre os cheques em branco, aí entramos nós, povo.
Porque quem emite os ditos cheques somos nós, no acto de votar.
Ou seja, dar crédito a quem desconhecemos? Ou a quem sabemos ser incapaz de cumprir o que promete?
Nem morto!!!

Blogues da Minha Filha

Seguidores

Arquivo do blogue