segunda-feira, novembro 05, 2007

Alguém disse um dia que as sociedades se podem avaliar pela forma como tratam os seus animais...se assim for vivo num país de trogloditas!!
Em cerca de 20kms de estrada encontrei 3 cães mortos, uns ainda no meio da estrada outros na berma.
Enquanto não aprendermos a respeitar os animais nunca seremos verdadeiros seres humanos!
Muitos destes animais são abandonados pelos donos junto à estrada para que acabem assim...e eles seguem o seu caminho sem qualquer peso na consciência.
Que animais!!!

8 comments:

Para sempre, Maria disse...

No outro dia estava um gatinho minúsculo no meio das "curvas" que dão acesso a Santarém pela ponte velha. E não pude parar. Não me perdoo.

Repórter disse...

Coisas dessas são às centenas.
O que fazer?
Educar é preciso!

elvira carvalho disse...

Tem razão. Que se pode esperar de gente que abandona os seus velhos em hospitais, e maltrata e abandona, quando não mata, as suas crianças? Como esperar desta gente amor pelos animais?
Um abraço

fj disse...

Para o comments da Elvira, um forte aplauso, 100por100to de acordo.
Aqui sim
reina a hipocrisia dos demais,
sendo mesmo o retrato de quem gosta de animais...
até um dia os abandonar.
Apenas com uma diferença, a de não aparecerem mortos em qq berma de uma estrada. (por enquanto)

Azul disse...

Subscrevo a Elvira...
Já sabes que quando não comento mais, é porque me iam sair agudezas da boca...

mary90 disse...

Olá Dina.
Coitadinhos dos animais, eu não tenho nenhum nem quero porque não tenho condições para o ter, mas é uma tristeza as pessoas abandonarem os seus animais em qualquer lado e, depois ficam sujeitos a ser atropelados.
Beijocas

O Livreiro disse...

Essas pessoas são uns autênticos animais. No outro dia vi um cão abandonado, com uma pata partida e ninguém se preocupou com ele.

bj

fj disse...

o livreiro

viste ?? e... nada fizeste? quem são os "ninguém" ?

Há comentarios q me custam a engolir, ou então terei q fazer como a Azul :p

Sorry Dina ;)

Blogues da Minha Filha

Seguidores

Arquivo do blogue