quarta-feira, agosto 04, 2010
A rádio em Portugal faz hoje 75 anos.

Continua a ser , quanto a mim , o grande meio de comunicação social.
A rádio é exigente. Exige atenção. Exige imaginação.
Proporciona intimidade entre a voz que sai daquela caixinha e os que a ouvem.
A rádio é a minha grande paixão há 35 anos.
A rádio esteve presente nos bons e maus momentos.
Tantas e tantas histórias que vivi tendo um microfone em frente.
Tantas pessoas que conheci por causa da rádio.
A rádio que aprendi a amar há 35 anos não tem nada a ver com a rádio de hoje.
Já não se usam revox's, nem gira-discos, nem gravadores de cassetes para as reportagens mas sobretudo, no meu entender, perdeu-se uma boa parte da ligação aos ouvintes. O computador faz sozinho aquilo que antes tínhamos que ser nós a fazer. Dá-lhes música, jingles tudo aquilo que se quiser mas nunca conseguirá chegar ao coração das pessoas.
Como eu costumo dizer, gosto de rádio com gente dentro.

Hoje olhando para trás recordo algumas das pessoas que tanto me ensinaram...uns ainda cá estão, outros já não.
Todos eles contribuiram para que o bichinho da rádio me picasse, se instalasse e permaneça bem vivo passados 35 anos.

 A rádio é um vício para toda a vida.
Já várias vezes escrevi sobre esta paixão, que é também a forma como ganho a vida.
Há dois anos foi ASSIM (cliquem)

Já aqui recordei algumas das pessoas que me marcaram...
Como diz a canção..."Há gente que fica na história, da história da
gente...e outros de quem nem o nome lembramos ouvir... (Chuva-Jorge
Fernando)

Num blogue que tive em tempos e que se chamava  O meu Alentejo falei ASSIM da rádio e das pessoas que tanto me ensinaram.

Parabéns à Rádio...

7 comments:

Zé de Melro disse...

Parabéns também, à Radio e à Dina!

Rosa dos Ventos disse...

E só exige de nós capacidade de audição e atenção.
Podemos fazer imensas coisas enquanto ouvimos rádio e não nos dispersamos com "montes" de informação que se transforma em "ruído" como com a televisão!

Abraço

Pitanga Doce disse...

A primeira coisa que faço quando entro no carro é ligar o rádio. Posso até esquecer a gasolina, mas de ligar o rádio não. Parabéns a todos os RADIALISTAS!


Ô DINAAAAAAAAAAA beijinhos!

António Silva disse...

Olá. Permita-me apenas corrigir o seu post.
O que se celebrou supostamente a 4 de Agosto, na realidade a 1 do mesmo mês, foram os 75 anos de rádio pública.
As primeiras emissões regulares iniciam-se 10 anos antes, a 1 de Março de 1925. A Emissora Nacional surge já numa fase de consulidação da rádio em Portugal, depois do RCP e das estações amadoras.

Tudo sobre a rádio em:

http://www.aminharadio.com

No entanto, tirando esse pormenor, parabéns pelo post. Ambos amamos a rádio.

Observador disse...

Dina
Sabes que também eu nutri, e ainda nutro, uma paixão especial pelo fenómeno rádio.

O grande problema é que a rádio de há uns anos perdeu o encanto.
Não há comunicação (locutores/ouvintes/locutores)
Ninguém, salvo raras excepções, se preocupa com quem está "do lado de lá".
Cada vez mais esta gente que não admite um conselho aos que apelidam "cotas", deixou de falar pelo microfone e passou a falar para o microfone.
Repara como um termo muda o sentido da frase.

O monopolismo que os grupos dos homens da "massa" construiram, tiraram beleza às locais.
Mas mesmo as nacionais, como a Comercial, onde passei alguna anos radiofónicos, viveram por pouco tempo.
Agora, e voltamos às excepções, faço para exemplificar, uma pergunta: onde estão os programas de autor?

A tal paixão chamada rádio levar-me-ia a prolongar este texto mas de nada vale.

Dou os parabéns à rádio mas sem aquele fulgor, aquela vontade que muitas vezes me proporcionavam "directas".

É pena.

Nuno Medon disse...

Olá! Não sou eu quem se vai casar, é o meu primo. A rádio, acima de tudo exige autenticidade, bem como o teatro em que muitas vezes, se improvisa. A rádio deu a conhecer grandes comunicadores da nossa televisão, pelo que foi a rampa de lançamento da carreira deles. Beijos Dina e uma boa semana

Tite disse...

Pois eu tenho andado a ouvir a Antena 1 onde cada dia se celebra um dia dos 75 anos de rádio passados e vividos intensamente pela ex-Emissora Nacional.

Imaginam que tem passado de tudo um pouco e algumas situações vivi-as ao vivo e a cores.

É bom recordar com ou sem saudades!

Abraços Dina

Blogues da Minha Filha

Seguidores

Arquivo do blogue