quinta-feira, maio 21, 2009

Hoje é feriado por aqui...é o dia da espiga.

Espiga – Pão

Malmequer – Ouro e prata

Papoila – Amor e vida

Oliveira – Azeite e paz

Videira – Vinho e alegria

Alecrim – Saúde e força


É este o significado popular atribuído aos ramos de espiga que eram colocados atrás da porta e por lá ficavam durante todo o ano até serem substituídos por outro no ano seguinte.
Esta tradição é mais forte no sul do país mas também se tem vindo a perder...
Quem é que hoje vai colher a espiga?

14 comments:

Nuno Medon disse...

olá! Um bom feriado para ti e tua família! linda foto, com que nos presenteias! beijos e aproveitem o dia!

Pitanga Doce disse...

Lá pelas Beiras há o dia das Cruzes, onde faziam ramos em cruz e deixavam nos campos mas era em Março! Este da Espiga não conheço. É nacional?

fj disse...

tou q nem posso :((
É uma vergonha..na capital do Ribatejo hoje trabalha-se...é dia feriado em qs todos os concelhos do Ribatejo.
Beijinhossssssss

logo hoje que não tive saída para aí...:(
assim gozaria o feriado do teu concelho.

Dina disse...

FJotinha...é castigo!! Pensavas que era só arranjares uma carga de problemas aos outros e não te acontecia nada?? Cá se fazem...

Dina disse...

Pitanga, é feriado municipal nalguns concelhos do país mas não é nacional...acho que em tempos já muito recuados chegou a ser mas acabaram com isso.

Dina disse...

Nuno-Mesmo não sendo feriado por aí...espero que tenhas um resto de dia feliz!

elvira carvalho disse...

Quando eu era miúda, o dia da espiga era uma festa. Os casais iam pelos pinhais colher a espiga, levavam um farnel e faziam um lanche. Quem tinha filhos ia com eles e era uma festa. Para os casais de namorados também. E os casados brincavam com as moças dizendo que elas iam à espiga, mas à espera de apanharem um espigão. Um dia perguntei à minha mãe o que era um espigão e ela disse-me que era um pico que as abelhas deixavam na carne quando nos picavam. E confesso que só muitos anos mais tarde entendi o coro de gargalhadas que esta explicação gerou nos adultos que estavam connosco.
Um abraço

Emma disse...

Aqui no Tagus andavam a colher.. mas apenas os Malmequeres as Papoilas e o Alecrim. Duvido que haja por aqui Espiga e o restante.

Pitanga Doce disse...

Dina, diz a Elvira que não consigo entrar no blog dela. Só vejo a banda lateral. Os textos sumiram.

Diz que lhe devolvi mail, sefazfavori (meu pombo correio) hehehe

mary90 disse...

Olá Dina.
Aqui está um dia ao qual nunca liguei.
Quando me falam do dia da espiga costumo dizer que por vezes a vida já é uma grande espiga.
A minha mãe comprava sempre o ramo e guardava o ano todo porque se dizia que a espiga nunca deixava faltar o pão.
os meus pais nunca viveram no campo, mas a minha mãe contava que quando os casais iam apanhar a espiga se escondiam e aproveitavam para dar um beijo (talvez mais alguma coisa, digo eu), e tal como diz a Elvira éra uma festa.
Beijocas

Tiago disse...

Colher a espiga? Mas aqui não é feriado!

Observador disse...

Quer dizer, foi o dia do país...
Porque isto está uma grande espiga!

lilipat2008 disse...

Lembro-me tão bem de, quando andava na escola primária, irmos neste dia apanhar papoilas e alecrim para fazermos ramos que dispunhamos na sala de aulas. Era tão giro...um dia diferente totalmente dedicado à natureza...:D

bjitos

Ovinho Estrela(do) disse...

Dina!

Lamentavelmente há anos que não celebro o Dia da Espiga!

Como acabei de comentar noutro blog, também de uma Ribatejana, lembro-me sempre deste dia, pois estive em Évora alguns anos e lá também havia essa tradição, que eu e mais colegas vivíamos com as amigas naturais de lá!

E como desde esses anos desenvolvi ainda mais uma costela desengonçada que tenho dos vossos ares, fiquei sempre com o Dia da Espiga na alma!
E já agora, com as pegas e forcados! e com as casinhas brancas, com janelinhas e beirinhas das portas azuis ou amarelas! E com os montes!!

Que todo o ano a Dina tenha tudo aquilo que o raminho do Dia da Espiga encerra nele! :)

Beijinhos e bom fim-de-semana! :)

*

Blogues da Minha Filha

Seguidores

Arquivo do blogue