quarta-feira, julho 16, 2008
Passo 1:
Trocamos a Madeira e os Açores pela Galiza, mas os espanhóis têm que
levar o Sócrates.

Passo 2:
Os galegos são boa onda, não dão chatices e ainda ficamos com o
dinheiro gerado pela Zara (é só a 3ª maior empresa de vestuário).
A indústria têxtil portuguesa é revitalizada. A Espanha fica
encurralada entre os Bascos e o Sócrates.

Passo 3:
Desesperados, os espanhois tentam devolver o Sócrates. A malta não aceita.

Passo 4:
Oferecem também o Pais Basco. A malta mantem-se firme e não aceita.

Passo 5:
A Catalunha aproveita a confusão para pedir a independência.
Cada vez mais desesperados, os espanhois devolvem-nos a Madeira
e os Açores e dão-nos ainda o Pais Basco e a Catalunha.
A contrapartida é termos que ficar com o Sócrates.
A malta arma-se em difícil mas aceita.

Passo 6:
Damos a independência ao País Basco.
A contrapartida é eles ficarem com o Sócrates.
A malta da Eta pensa que pode bem com ele e aceita sem hesitar.
Sem o Sócrates Portugal torna-se um paraíso e a Catalunha não causa
problemas.

Passo 7:
Afinal a Eta não aguenta o Sócrates, e o País Basco pede para se
tornar território português. A malta faz-se difícil mas aceita (apesar
de estar lá o Sócrates).

Passo 8:
Fazemos um acordo com o Brasil. Eles enviam-nos o lixo e nós
mandamos-lhes o Sócrates.

Passo 9:
O Brasil pede para voltar a ser colónia portuguesa. A malta aceita e
manda o Sócrates para os Farilhões das Berlengas apesar das gaivotas
perderem as penas e as andorinhas do mar deixarem de por ovos.

Passo 10:
Com os jogadores brasileiros mais os portugueses Portugal torna-se
campeão do mundo de futebol!

Passo 11:
Os espanhóis ficam tão desmoralizados, que nem oferecem resistência
quando os mandamos para Marrocos.

Passo 12:
Unificamos finalmente a Península Ibérica sob a bandeira portuguesa.

Passo 13:
A dimensão extraordinária adquirida que une a Península e o Brasil,
torna-nos verdadeiros senhores do Atlântico. Colocamos portagens no
mar, principalmente para os barcos americanos, que são sujeitos a uma
sobretaxa tão elevada que nem o preço do petróleo os salva.

Passo 14:
Economicamente asfixiados eles tentam aterrorizar-nos com o Bin Laden,mas a malta ameaça enviar-lhes o Sócrates e eles rendem-se incondicionalmente. Está ultrapassada a crise!


Facílimo, não?!!!

9 comments:

Anónimo disse...

Dina
Muitos Parabéns.
Que belezura de blog.

Beijinhos

Maria José

Miguel disse...

Só falha uma coisa: O país não está pior por causa do Sócrates. Finalmente alguém toma algumas medidas contra o despesismo mas, toca de dizer mal. Para bem de Portugal, é bom que o Sócrates ganhe outra vez para o ano. E desta vez a ver se consegue meter também mão nos médicos...

AP disse...

Porreiro pá!!!!!

Caro Miguel deixo-lhe uma frase do Prof. Henry Minzberg: "Uma obsessão com finanças já foi descrita como sendo o mesmo que jogar ténis a olhar para o quadro dos resultados em vez de olhar para a bola" (Já agora leia alguns dos seus livros!). Percebeu ou quer um desenho a explicar porque Sócrates é uma nulidade???

Tite disse...

Mas porque é que não tivémos esta ideia no tempo do Salazar e do Franco? Tinha-se poupado muito tempo a portugueses e espanhóis na sua libertação ideológica.
Como anedota está sensacional!
jokas

Dina disse...

D. Maria José, ainda bem que gostou. As férias já acabaram?
Miguel quem não quer ser lobo não lhe veste a pele, este texto é uma brincadeira que revela sentido de humor, algo que o nosso 1º não tem demonstrado nos últimos tempos. Quanto aos médicos...acha que ainda não lhes tocou nada? Com tanta maternidade, centros de saúde e afins que este governo tem fechado...
AP...lá porreiro era mas é capaz de ser pouco prático, ou seja...temos que o gramar sabe-se lá até quando!
Tite, nessa altura nem sequer tínhamos autorização para pensar...

Miguel disse...

Para que são precisos centros de saúde que a única coisa que fazem é reencaminhar as pessoas para o hospital?
Quando os médicos deixaram de assinar 6 horas no hospital mas passaram 4 delas no consultório particular, ai sim, começa a tocar-lhes. Para já quiseram só por um sistema de controlo de entrada/saída em alguns hospitais, que foram, simplesmente, vandalizados. Porque será?

Jonix disse...

Caro Miguel, por mais que aqui fossemos demonstrar que o trabalho do sócrates é uma bela palavra com 5 letras que não vou dizer, não valeria a pena, pois irias sempre contrariar. São assim os fanáticos no futebol, é assim na politica. Não quero com isto dizer que os outros são melhores, porque não, infelizmente estamos perante um panorama negro, em que a classe politica toda cheira mal e apenas quer encher os seus bolsos e os dos seus amigos. Não vejo solução em portugal para que resolvam os nossos problemas a sério, principalmente agora, que os grandes senhores do mundo resolveram criar uma crise mundial, para melhor nos poderem controlar, ainda mais do que já controlavam até agora.

Aguardemos, é o que nos resta fazer, e nada de acreditar na areia que todos os dias nos mandam para os olhos.

AP disse...

Lembro-me de uma frase de Schwarzenegger no filme "Inferno Vermelho" na qual explicava a Belushi como se faz uma revolução, porque este dizia que nos EUA os políticos não permitiriam: "Matem-nos primeiro e depois façam a revolução!"

lilipat2008 disse...

Looooooooooooooooooooooooooool

Afinal o Sócrates ainda serve para alguma coisa...ehehehe

Blogues da Minha Filha

Seguidores

Arquivo do blogue