terça-feira, julho 29, 2008

-Já está no meu coração. Quando se for embora vou ter muitas saudades suas.

Ouvi isto hoje da boca da Natália.
Não sei quantos anos tem a Natália.
Não sei que aspecto tem a Natália.
Só lhe conheço a voz. É doce e meiga. Muito educada.
A Natália é diferente. A Natália será, infelizmente, olhada com discriminação por algumas pessoas.
Pessoas que não têm o dom da Natália. O dom de gostar dos outros. De forma simples. Genuína.
Tem o dom de estabelecer vínculos assentes apenas na sua generosidade.
A Natália tem o dom de gostar de quem lhe toca o coração, mesmo que nunca as tenha visto.
Esta é quanto a mim a grande diferença da Natália...

12 comments:

Pitanga Doce disse...

Ouviste-a falar ao telefone da rádio? Agora já não dás só as notícias?

Sorrisos em Alta disse...

E olha que é uma senhora diferença!

Um sorriso

Dina disse...

Pitanga...agora passei para a animação...dou música ao pessoal e recebo em troca frases como esta. Fico a ganhar...recebo muito mais do que dou.

Dina disse...

Sorrisos...podes crer, oxalá tivéssemos nós um pouco desta capacidade de ser diferentes...

Maria Anjos Varanda disse...

E cada vez há menos pessoas como a Natália.....infelizmente.

Beijos

AP disse...

Fazem falta mais pessoas assim, para dar mais cor ao mundo...

Tite disse...

Se todos déssemos importância a estes pequenos/grandes pormenores... a vida seria muito diferente!
Bem-haja à Natália por ser diferente!
jokas

Nuno disse...

olá! bem disposta? as coisas mais simples são sempre as mais bonitas e as melhores! beijos para ti e para a Natália. boa semana!

lilipat2008 disse...

Quem me dera que todos nós tivessemos uma Natália nas nossas vidas...com certeza o mundo seria um lugar melhor...

bjitos

Grilinha disse...

Nunca te disse mas vou hoje aqui registar.

Tb me marcaste com a tua voz doce e as palavras de apoio que me deste ao telefone quando perdi a minha mãe.

Obrigada Dina por seres minha amiga e estares presente naquelas horas dificeis.

Nunca me esquecerei.

Um beijinho Grilinha

Dina disse...

Grilinha...agora deixaste-me sem palavras. Nessas alturas é tão difícil conseguirmos ajudar de verdade que fico feliz por saber que de alguma forma o consegui.
Beijinhos!

mary90 disse...

Olá Dina.
Tu tens um trabalho maravilhoso!
Há pessoas que vivem sós e estão sempre a ouvir os programas de rádio onde podem dar a sua opinião para falarem um pouco, os locutores são a sua família, como bem dizes é como se os estivessem a ver, mesmo sem os conhecer.
Uma senhora que está acamada tem o radio e o telefone ao lado e liga sempre para pedir um disco para poder falar um pouco com quem está do outro lado, fica toda feliz porque já a conhecem pela voz e, até se sente melhor das maleitas, Parabéns pelo teu trabalho.
Beijocas

Blogues da Minha Filha

Seguidores

Arquivo do blogue