sexta-feira, outubro 02, 2009
Na Worten do Montijo (rica publicidade) encontrei uma promoção a que não consegui resistir. Livros!
Dois pelo preço de um.
Escolhi este:


O Último Beijo
Nunca é demasiado tarde para encontrar o verdadeiro amor ou dizer finalmente adeus a quem partiu para sempre.
 
Sinopse
A força incomparável do verdadeiro amor numa história marcante de uma comunidade a braços com um mistério devastador e de uma mulher que recupera o amor que acreditava estar perdido para sempre.

Um jovem de dezoito anos sai de casa, numa noite de Verão, e é encontrado morto - assassinado - menos de vinte e quatro horas depois. As pessoas lamentam o trágico acontecimento, mas a vida contínua. Contudo, e se o jovem fosse o nosso filho? Ou o nosso verdadeiro amor?
Quase um ano após a morte do filho, a cantora e compositora Sheridan ainda não consegue tocar uma única nota. Refugiada na casa de praia, vive paredes-meias com as memórias e com uma dor demasiado profunda para partilhar com quem quer que seja. Nem tão poço consegue consolar a namorada de Charlie, Nell Kilvert. A jovem, por seu lado, não descansará enquanto não descobrir o que aconteceu de facto ao seu amor, decide, então, chamar alguém que vai mudar a vida de todos - a alma gémea de Sheridan, Gavin Dawson.
Num barco ao largo de Hubbard’s Point, Gavin observa a casa da mulher que sempre amou. Sheridan havia também, um dia, acreditado no poder do amor. Mas essa crença morreu com o filho…
Profundamente emotivo, O Último Beijo evoca o poder do passado para sarar os corações partidos, mas também para reabrir velhas feridas, numa inesquecível história de amor. 
 
Recebi como oferta este:


 
Sinopse
Jace Montgomery é um homem só. Passaram-se três anos, mas não conseguiu ainda ultrapassar o misterioso suicídio da sua noiva Stacy. Não voltou a interessar-se por outra mulher desde então e a família continua a culpá-lo pela sua morte. Ao folhear um dos antigos romances de Stacy, Jace descobre uma fotografia de uma casa com uma mensagem codificada. «Nossa, mais uma vez. Juntos para sempre. Até lá». O bilhete datava do dia anterior à morte dela. Obcecado pela necessidade de entender o suicídio de Stacy, Jace procura a propriedade - Priory House, uma enorme fortaleza de tijolo em Margate, Inglaterra - e compra-a.
Jace parte para Inglaterra determinado em descobrir finalmente a verdade. Não demora a perceber que a casa está assombrada por um obstinado fantasma, Ann Stuart, com quem se vê obrigado a lidar para resolver o mistério. Ann morreu em circunstâncias idênticas às da sua falecida noiva e ele tem um palpite de que existe uma relação entre ambas. Através das suas investigações e com a ajuda de uma bela jornalista, Jace vê-se forçado a estabelecer a conciliação entre a vida e a morte da noiva.
Alguém para amar é uma bela descoberta sobre o tempo e o amor da autoria de uma das romancistas mais acarinhadas pelos leitores de todo o mundo.

4 comments:

Ovinho Estrela(do) disse...

Olá, Dina! :)
Tudo bem? :)

Pois que andamos muito dadas às leituras e muito dadas à partilha das mesmas! :)

Agradou-me, interessou-me o primeiro livro que apresenta.
Vou, decididamente, procurá-lo por entre as prateleiras que frequento.

Se bem que já sabe o que eu penso do "adeus"... Que não sai de nós quem nós amamos... Li o seu segundo parágrafo e pensei de imediato na minha Avó. Mas vou lê-lo, sempre alivia. Dizer-lhe "adeus" é que não. Nego-me a deixá-la ir-se.

Ok... Eu sei... Ando com ela à flor da pele estes dias... Foi o casamento, foram as vindimas, foi isto e aquilo e tudo e tudo e tudo a lembrá-la.

Beijo, Dina! *

Até Terça-feira!
:)
Água, azul e amarelo! Nem que chova! :)
Aproveite, também, bem estes dias! :)

Pitanga Doce disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pitanga Doce disse...

Pois eu também trouxe um livro para ler que é da mesma autora de O Diabo Veste Prada, mas ainda não tive tempo de o pegar. Tenho andado muuuito ocupada. hehehehehehehehe

beijos, Dina, e estou fazendo uma lista dos assuntos.

elvira carvalho disse...

Pois me parecem interessantes os dois, mas como eu gosto de fantasmas, acho que prefiro ler o segundo se conseguir um bocadinho de tempo, e encontrar o livro claro.
Quanto ao primeiro, não é nada fácil largarmos aqueles que se foram. Trago uma recordação comigo há 56 anos e acho que vai comigo até ao fim da vida.
Um abraço e bom fim de semana

Blogues da Minha Filha

Seguidores

Arquivo do blogue