segunda-feira, janeiro 29, 2007

O que sinto agora
me esmaga a alma.
É um peso que não sai.
É uma tristeza agitada
com a alma parada.
É físico e dói.
Segura o sangue.
A vida pára
e o mundo dispara.
Prende o ritmo e a respiração.
É uma angústia sem fim.
É uma forma de não.


Poema de Matilda Penna.


6 comments:

sara disse...

Lamento muito. :(
Um beijinho grande.

Anónimo disse...

Xanu querida, a dor é muito grande... sinto muito, tens que ter muita força, pelo teu sms senti que estavas mal, nestas situações, nunca sei o que dizer...

Um grande, grande beijinho,
Donzília

Matilda Penna disse...

Eu te desejo força, querida, muita força, lembra que as coisas boas sempre ficam.
Sinto muito, mesmo.
Um beijo grande.

Celia disse...

É saudade, é vazio, é sentir, é saber que estará ausente para sempre.
Por mim já passaram 33 anos, e o sentimento continua igual, a ela recorro muitas vezes pedindo-lhe protecção para os meus filhos, com ela choro quando a vida não sorri.
Mas Vive porque continua aqui no meu coração.

Bombokita disse...

As palavras não poucas, mas o carinho é muito... um abraço apertado e muita força!
Cris

Arte em Movimento disse...

A dor da perda de uma mãe é desmesuradamente grande!
Um beijo
Franky

Blogues da Minha Filha

Seguidores

Arquivo do blogue