segunda-feira, outubro 09, 2006

Foi há 132 anos que foi criada a União Postal Universal – entidade que regula o correio mundial.
Passados estes anos muita coisa mudou...
Será que ainda se escrevem cartas de amor por exemplo? Acredito que sim mas o seu envio já é feito de forma diferente. A maior parte chega por email.


Todas as cartas de amor são
Ridículas.
Não seriam cartas de amor se não fossem
Ridículas.

Também escrevi em meu tempo cartas de amor,
Como as outras,
Ridículas.

As cartas de amor, se há amor,
Têm de ser
Ridículas.

Mas, afinal,
Só as criaturas que nunca escreveram
Cartas de amor
É que são
Ridículas.

Quem me dera no tempo em que escrevia
Sem dar por isso
Cartas de amor
Ridículas.

A verdade é que hoje
As minhas memórias
Dessas cartas de amor
É que são
Ridículas.

(Todas as palavras esdrúxulas,
Como os sentimentos esdrúxulos,
São naturalmente
Ridículas.)


Álvaro de Campos, 21/10/1935

6 comments:

Marronco disse...

Desculpai, Menina Xanu e Sr. Álvaro, mas eu também quero ser ridículo.
E sou.
:-P

Xanu disse...

Está à vontade Sr. Marroco...seja ridículo hoje e sempre!!

Celia disse...

Escrevi algumas e recebi outras tantas.Cheguei a fazer esperas ao carteiro
Será que fiz figuras ridículas?
E porque não?

Xanu disse...

Mas que foram figuras ridículas que souberam muito bem lá isso foram...percebo a intenção de "Fernando Pessoa"-Álvaro de Campos quando diz que todas as cartas de amor são ridículas...que seria do amor sem isso?

Matilda Penna disse...

Acho esse poema fantástico, real, bonito, quantas cartas de amor ridículas não escrevi e recebi, cheias de sentimentos esdrúxulos...
Beijos, :).

Espectacologica disse...

:)

Blogues da Minha Filha

Seguidores

Arquivo do blogue