domingo, janeiro 08, 2006
ComunicadoRondão Almeida/PS oferece 'Tacho' à filha

1-Aproveitando a época natalícia Rondão de almeida, encenando a figura de Pai Natal nomeia sua filha Chefe de Gabinete de Apoio Pessoal de ele próprio, presidente da Câmara Municipal de Elvas, oferecendo-lhe assim um salário superior a 450 contos mensais em moeda antiga.
2-Para os que ainda tinham dúvidas, Rondão Almeida deixa cair a máscara, e nem um qualquer político da América Latina ou da África Central faria melhor. É o PS e Rondão a oferecerem 'tachos' aos seus boys, contradizendo o discurso de retórica de sócrates e do seu próprio partido sobre a crise.
3-Que dirão os funcionários públicos, em particular os da autarquia elvense, quando o PS de Sócrates e de Rondão Almeida, sobre eles tem aplicado as mais gravosas medidas de política salarial e de substracção de direitos adquiridos desde a implementação da democracia, tudo em nome da crise? O Clã Rondão Almeida governa-se bem à conta dos elvenses e quando se trata dos amigos e da família não se encolhe.
4-A cidade está em crise, as instituições RI8, PSP e Maternidade, têm guia de marcha, Rondão Almeida não consegue criar condições para a criação de emprego, mas é um rei a criar bons 'tachos': 5 vereadores a tempo inteiro, uma secretária, um adjunto do presidente da Câmara e agora mais uma chefe de gabinete [sua filha], custam cerca de 25 mil euros mensais [5 mil contos em moeda antiga]. É preciso não se ter vergonha...assim não se dignifica a política.Os elevenses que despertem porque a continuar assim, Elvas caminha para o abismo!
O vereador da AD
Eurico Candeias

Comunicado da Secção Concelhia de Elvas do Partido Socialista

Perante o mais recente folheto arruaceiro posto a circular pelo senhor Eurico Candeias, na qualidade de 'Vereador da AD', a Secção Concelhia de Elvas do Partido Socialista esclarece a população:
1-Nos termos da Lei o Presidente da Câmara tem direito a constituir um gabinete de apoio pessoal constituído por um Chefe de Gabinete,um Adjunto e um Secretário, cujo valor dos vencimentos é também estipulado pela mesma lei. Devem ser pessoas da confiança pessoal do Presidente e, naturalmente, não da confiança dos partidos da oposição.
2-No mandato anterior, o Presidente da Câmara Municipal de Elvas constituiu o seu gabinete de apoio pessoal com uma Chefe de Gabinete [a Drª Elsa Grilo], um Adjunto [o sr. João Vintém] e um Secretário [o sr. manuel Carvalho]. No mandato actual, a Drª Elsa Grilo e o sr. João Vintém foram eleitos vereadores e o Presidente da Câmara ficou praticamente sem gabinete de apoio pessoal.
3-Assim, sendo da competência exclusiva do Presidente a indicação das pessoas para o seu gabinete de apoio pessoal, o Presidente da Câmara Municipal de Elvas nomeou apenas uma Chefe de Gabinete e um Adjunto, ficando sem secretário, poupando assim as verbas à autarquia. Mais, o Presidente da Câmara poderia nomear, nos termos da lei, uma secretária para cada Vereador a tempo inteiro, o que ainda não fez, mais uma vez poupando dinheiro à autarquia.Ao contrário, são os senhores da coligação PSD/CDS que quando estão no Governo esbanjam dinheiro com nomeações de assessores, alguns ganhando mais do que os próprios Ministros. Portanto, o senhor Eurico devia olhar primeiro para a sua casa antes de atacar a do vizinho.
4-A pessoa nomeada pelo senhor Presidente da Câmara para sua Chefe de Gabinete é da sua inteira confiança, como se exige num cargo desta natureza. Trata-se de pessoa com larga experiência na Administração Pública, tendo já assessorado o Reitor da Universidade de Évora e o Director dos Serviços Administrativos da mesma Universidade, sendo funcionária da mesma e, portanto, encontrava-se bem empregada antes de regressar a Elvas.
5-Esta nomeação tem ainda a vantagem de trazer para Elvas mais uma família: a própria filha do senhor Presidente , que é natural de Elvas, e os seus dois filhos, também eles naturais da nossa cidade, contribuindo para o aumento demográfico do Concelho. Por outro lado, a grande preocupação da cooligação PSD/CDS na campanha eleitoral para as autárquicas era haver uma filha do senhor Presidente que não estava em Elvas e que, supostamente não seria de cá. Pois bem, agora que a filha regressou à sua terra natal, criticam o facto de estar entre nós! Isto é a incoerência do senhor Eurico, é a maledicência do costume, é a baixaria política a tentar atingir pessoas honestas e dignas.
6-O senhor Eurico não tem qualquer moral para falar em questões de ética política, uma vez que a sua maior preocupação na primeira reunião pública de Câmara em que participou como vereador, foi querer usar as piscinas municipais de graça, usar a sauna municipal de graça, usar até o parque de estacionamento subterrâneo de graça. Ora, uma pessoa como o senhor Eurico, que quer usar os bens públicos em proveito próprio, como pode agora vir colocar em causa de forma tão grosseira uma decisão legal do senhor Presidente da Câmara sobre a nomeação de uma pessoa tecnicamente competente.
7-Em vez de se preocupar com quem o senhor Presidente da Câmara escolhe para o seu Gabinete de Apoio Pessoal, que só ao senhor Presidente diz respeito; devia era explicar aos elvenses como se fez dos lotes que tem na zona industrial antes de Rondão Almeida ser Presidente. Pagou alguma coisa por esses lotes ou não? E que discoteca construiu no antigo lavadouro que existia no jardim? Nunca lá vimos nenhuma discoteca construida.
8-Lamentamos que o senhor Eurico Candeias coloque em causa o excelente trabalho que Rondão Almeida tem realizado no Concelho de Elvas, com muitos prejuízos para a sua vida pessoal, em prol do desenvolvimento da nossa terra. Infelizmente Rondão Almeida não governa o País e não lhe compete resolver os problemas nacionais, porque se isso estivesse na mão do nosso Presidente da Câmara, temos a certeza que o concelho de Elvas seria o primeiro de Portugal. Apesar disso e mesmo contra a vontade do senhor Eurico Candeias, Rondão Almeida vai continuar a trabalhar com a mesma força, o mesmo dinamismo e, com todos os elvenses, há-de fazer ouvir a sua voz para que o concelho de Elvas vá em frente.
9-Por último, lamentamos a linguagem que o senhor Eurico Candeias utiliza no seu comunicado: agressiva e indigna do lugar de vereador que ocupa. É este tipo de política destrutiva e maldosa que perturba o desenvolvimento do nosso Concelho. São políticos do tipo do senhor Eurico, que nada de relevante fazem pelos elvenses, que só aplicam a política do bota-abaixo e da má língua, cujo único objectivo é destruir Rondão almeida, que contribuem para atrasar o desenvolvimento do Concelho de Elvas. Felizmente, os elvenses já conhecem de gingeira os Eurico e companhia e em cada eleição têm-lhes dado a resposta que merecem!


Eu nem comento...mas quem por cá passar pode fazê-lo!

4 comments:

Reporter disse...

O comentário está feito.
Mas... não estamos habituados a coisas destas? Das mais diversas cores.
Mudança precisa-se, já!

Ze de Mello disse...

O Conselheiro também quer ignorar este pseudo facto. Parece-me lógico que quem governe tenha como acessor alguém de confiança politica! Qualquer que fosse a força politica faze-lo-ia!

Espectacologica disse...

Psttttt... isto é o que se pode saber? 'Tão e caldinhos não há? Caldinhos, sopas e tal, nada? Tá mal! Deu-me vontade de rir isto, que é que querem? :)
Beijos

Xanu disse...

Eu sei que tem que ser da total cofiança de quem governa...mas tem que ser logo a filha?
Se fosse a outra força política a fazê-lo o que diria quem agora o fez?
Não se trata de ignorar este "pseudo-facto" mas de aplicar a máxima..." A mulher de César não precisa apenas de ser séria tem de parecer"
Embora seja legal e o argumento da total confiança esteja correcto...não me parece que seja a solução "politicamente correcta" mas essa é uma opinião pessoal.

Blogues da Minha Filha

Seguidores

Arquivo do blogue