sábado, dezembro 26, 2009
Tive um bom Natal.
Aliás tive duas boas noites de Natal...
Como é isso possível, perguntarão vocês...simples:
Por norma a noite de Natal é passada com a filha mais nova ano sim ano não, a mais velha mora longe e passa a noite em casa dela com os sogros.
O dia 25 é por norma o dia de almoçarmos e passarmos o dia juntos.
Este ano a minha filha mais nova passou a noite com os sogros e nós ficámos os dois em casa, numa noite de Natal tranquila o que não foi nada  mau. Como me levanto muito cedo, depois de jantar estou sempre pronta para ir dormir e apesar de me ter aguentado um bocadinho mais acabei por adormecer sentada em frente à lareira e nem dei pela chegada do Menino Jesus ou do Pai Natal ou das renas...ou seja lá quem foi que nessa noite andou ao frio de casa em casa.
O jantar apesar de ter sido só para dois não foi nada mau...
Dia 25 lá fomos de abalada para casa da filha onde nos reunimos todos, filhas, genros e neto, mais uma sobrinha e o namorado e fizemos de novo a ceia de Natal com direito a distribuição de presentes...
Natal é quando um homemm quiser...assim sendo a nossa ceia de Natal foi dia 25...
Se pensam que foi tudo bom...enganam-se tenho tido pelo meio direito a alguns contratempos...mas se acham que me vão fazer perder a alegria e o prazer que tive no dia de Natal...estão redondamente enganados.
No próximo post conto-vos esses contratempos...um deles foi um ENORME contratempo mas recuso-me a ficar desanimada...continuo em estado de graça pela felicidade de ter a família reunida.
Há coisa melhor que ver as filhas os genros e o neto ( a neta também mas ainda na barriguita da mamã dela)  felizes em harmonia familiar?

6 comments:

Tite disse...

Sim amiga, isso não há dinheiro que pague.

Ninguém te pode tirar esse prazer imenso, essa alegria contagiante.

Beijosssss

Nuno Medon disse...

olá! mesmo que tenham ficado os dois em casa, o que interessa é que vos tenha sabido muito bem. Por aqui, pelo Norte, correu tudo bem. beijos e continuação de boas festas!

Pitanga Doce disse...

Eu sei lá quantas ceias eu tive, mulher? O "causo" é que em todas elas quem foi para a cozinha fui eu. hehehehe

Fernanda disse...

Querida Dina,

É esse mesmo o espírito.
Vais ver daqui a algum tempo, vais lembrar-te de tudo o que tens passado e vais ficar muito orgulhosa de tudo o que fizeste, por todos os que amas.

Fico feliz com a tua felicidade.

Beijinhos

Grilinha disse...

Dina
Fiquei feliz por ler este teu post e saber que a família está bem e feliz.
Os contratempos passam e nós somos superiores a eles.
Um beijinho grande e continuação de dias de felicidade

Rosa dos Ventos disse...

Calculo que deve ser muito bom!
Eu tive direito a uma ceia com 24 pessoas e só uma do meu sangue - o filho.
Os outros eram "du côté de mon mari" com os seus adjacentes e que eu muito estimo!
Também não foi mau...

Abraço

Blogues da Minha Filha

Seguidores

Arquivo do blogue