terça-feira, setembro 09, 2008

A ministra da Educação considera que o dinheiro gasto nos manuais escolares é um investimento futuro.

Os preços dos manuais escolares está pela hora da morte.
Já há, segundo vários meios de comunicação social, famílias que recorrem a empréstimos para conseguírem comprar os livros e materiais necessários para que os seus filhos possam frequentar as aulas.
Se as coisas já não são fáceis no ensino básico e secundário, piora e muito no superior.
Um livro pode custar valores proibitivos para a maior parte das famílias.
A solução foi durante muitos anos...recorrer aos livros fotocopiados.
Em Évora, há 20 anos até na reprografia da Universidade se fotocopiavam os livros que muitas vezes eram emprestados pelos professores da cadeira para esse efeito.

Agora resolveram acabar com essa prática... (Clique para ver vídeo)

A minha questão é...e quem não tem dinheiro para "investir" nos livros que como se sabe no ensino superior são mais que muitos...desiste do curso??
O que é mais importante...garantir que os autores recebem a percentagem a que têm direito e engrossar assim a sua conta bancária ou dar aos alunos que não têm rendimento suficiente para comprarem todos os livros, a possibilidade de estudarem com fotocópias??
Se para muitas famílias manter um jovem numa universidade já implicava até agora um sacrifício enorme pela despesa que isso representa e pelo que pesa no orçamento familiar, a partir de agora esse peso é bem maior...
Há cursos onde um livro indispensável para fazer uma determinada cadeira custa, por vezes, mais de 100€...

7 comments:

Tina disse...

Investimento futuro?????
Só se for, de facto, para os autores.
Porque para os alunos(pais), chegados ao final do ano lectivo, vão para o lixo.
Nem chegam a servir para os irmãos mais novos.
Está tudo louco!!!!

elvira carvalho disse...

Investimento futuro? Seroa óptimo se não houvesse tantas famílias que não teem sequer para o presente, quanto mais para investir no futuro.
Um abraço

Tite disse...

Ainda bem que já eduquei os meus filhos...
Ufa!!!

AP disse...

O livros escolares são um negócio de milhões, dos quais o estado não quer perder o seu quinhão.

Anntónio Venâncio disse...

Este governo transformou, direitos em previlégios, dai que o ensino seja cad vez mais para slgus

O QUATORZE disse...

Boa Tarde
Se já é dificil para muitos, o facto de transportes, almoços, e outras coisas mais para alguns, o custo de livros é deveras excessivo.
Amizade
LUIS

lilipat2008 disse...

Tens toda a razão...eu estudei quase sempre por fotocópias, porque cada livro que eu teria de comprar iam de 50/60€ até os 300€...só comprava os que fossem a 20/30€, ou seja, quase nenhuns...e se não fosse assim não teria conseguido, claro...comprá-los estava completamente fora de questão...as propinas, casa, transportes, etc, já dão despesa suficiente...sei bem do que falas...

bjitos

Blogues da Minha Filha

Seguidores

Arquivo do blogue